Alfonso X
Jogos Modernos
Jogos de Mesa
Jogos Infantis
Jogos para Grupos
Jogos de Rua
Quebra-Cabeça
Jogos de Tabuleiro
Jogos Diversos
Jogos de Boteco
Jogos Matemáticos


Escritos
Concursos



 
Singha  

Jogo originário da Índia e do Ceilão. É caracterizado por uma desproporção de forças, onde um número grande de peças (os "cordeiros" ou "vacas" ou "cães") tentam imobilizar as peças do adversário em menor número (os "tigres" ou "leopardos" ou "lobos"). Conhecido por inúmeros outros nomes, no nosso caso é nomeado por Shinga por ser comum entre os singaleses. As peças representam as "vacas", animais sagrados na região, em número de 24, e os leopardos, em número de 2. Os "leopardos" vencem se capturarem todas as "vacas"; estas vencem se imobilizarem os "leopardos".

No caso, as pedras escuras representam os "tigres" e as claras as "vacas"

A forma do tabuleiro pode ser variada, mas se caracteriza sempre por linhas que se entrecruzam, como no caso do tabuleiro do Alquerque. Para tabuleiros menores, menor é o número de peças em jogo, como no caso do tabuleiro do Hat-Diviyan-Keliya, que pode ser traduzido como "Jogo dos sete leopardos", disputado em um tabuleiro triangular, com somente 10 casas, onde existem 1 tigre e 7 leopardos.

O tabuleiro que eu tenho, faz parte da coleção dos "Jogos da Terra". A fim de ter uma base melhor para jogar com ele, mandei emoldurá-lo como um "pôster".

Este tabuleiro se presta também para o jogo de nome "The sixteen soldiers" (não sei se existe um nome em português para o jogo) em que, ao contrário do Singha, forças iguais se defrontam, mais ou menos como num jogo de damas. Como no jogo de damas, aqui vence quem capturar todas as peças do adversário.

HOME